MAÇONARIA BRASILEIRA

tsmaia
02 agosto 2017

“Que tal procurarmos reformar os homens, ao invés de culparmos as instituições”. (Roberto Campos).

Atribuiu-se também ao Gen. Chales De Gaule, então Presidente da França a indagação: “O Brasil não é um país sério?”

Em face de uma nova lei brasileira de proibição de pesca de lagosta em suas costas, por navios franceses. Ao que um dos ministros daquele país, em outra oportunidade, tentou abrandar incutindo que o Presidente fazia referência a instituições do Brasil e não ao povo brasileiro. Sendo, assim, a frase na parte superior do Roberto Campos vêm em socorro de Instituições como a Maçonaria Do Brasil.

É claro que nos países mais desenvolvidos, sendo a conduta dos homens mais J e P o desempenho da Ordem é melhor. De uma maneira geral, a rotatividade é menor, a quantidade de membros por loja é maior e tudo evidentemente concorre para melhores realizações e satisfação dos OObr.

Por outro lado, é sabido que a relação entre maçons e profanos, nos países mais avançados, por lógica, é maior do que nos países mais atrasados, e, nesse caso, a influência positiva que a maçonaria exerce sobre a sociedade aumenta.

Dentro do Brasil esse raciocínio deve prevalecer com relação aos estados brasileiros, em face ao seu desenvolvimento econômico e cultural influenciado pelas tradições dos colonizadores principais japoneses, italianos e alemães, nos estados do sul e sudeste, onde a COMAB teve prosperidade ímpar, em detrimento do GOB. Bastando enfocar os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Região em que a maçonaria Brasileira é mais pujante. Não se esquecendo da respeitável posição do Estado de Minas Gerais.

Quando me imiscui ou participei ou emiti opinião sobre o GOMS pedi que criassem um departamento processamento de dados. O que foi atendido, ainda na gestão do Irm Wiilian Atallah. As possibilidades que se criam por esse armazenamento, são demais. Ela se tornou indispensável em tudo que se empreende. Devemos nos apegar a esse critério de gerenciamento. Os números governam o mundo, conforme Pitágoras e o que a maçonaria tanto exalta.

“Os primeiros filósofos procuravam a racionalidade constitutiva do Universo; procuravam explicar como, diante da mudança (devir) podemos encontrar estabilidade, como diante do plural descobrimos o uno”.

“Ao se perguntarem como era possível surgir o cosmo do caos… “

CMSB = Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil
GOB = Grande Oriente do Brasil
COMAB, Confederação Maçônica do Brasil

Neste trabalho, os Orientes Independentes Estaduais, em seu conjunto, são tratados por COMAB, assim as Grandes Lojas o são por CMSB.

Circulou nas redes da Internet um quadro com o Número de Lojas e de Obreiros das três mais conhecidas potências da Maçonaria Brasileira. Acessado por mim, no inicio deste mês de julho de 2017. Perguntei ao Irm que o postou a origem e data. Ao que informou que tomara conhecimento em outro grupo. Protestei pelos muitos lançamentos negligentes encontrados. Ninguém respondeu.

As potências surpreendentemente surgem nesta ordem, quando os números de lojas e de obreiros eram tidos como pertencente, em sua maioria e com destaque ao GOB, do qual as Grandes Lojas da CMSB se desmembraram a partir de 1927 e Os Grandes Orientes Independentes se separaram em 1973. Pelas decomposições que se pode fazer nesse trabalho a superioridade da CMSB se houver, na realidade, não poderia alcançar de forma alguma o índice de 44 % a mais do que o GOB. Notem que os Números de Lojas entre estas duas potências se Equiparam.

N° de Obreiros

Potência Quantidade %
CMSB 113.091 48,9
GOB 78.535 33,9
COMAB 39800 17,2
TOTAL 231.426 100

As Grandes Lojas do Brasil se criaram em seis décadas praticamente e a cadencia dessa formação não deixou de ser constante. E depois da separação do das lojas do GOB para se formarem os Grandes Orientes Independentes, em 1973, ainda foram fundadas oito Grandes Lojas em Estados Brasileiros.

N° de Lojas

Potência Qtidade %
CMSB 2928 41,5
GOB 2871 40,7
COMAB 1248 17,7
TOTAL 7047 100

 

Potência Nº de OObr
/Loja /mil Hab
CMSB 38,6 0,544
 GOB 27,4 0,377
COMAB 31,9 0,192
TOTAL 32,8 1,114

A COMAB e o GOB estão mais próximos entre si, nesse item. Apenas, não acredito nessa situação tão favorável, assim para a COMAB.

Um exemplo, pela aproximação Maior que mantenho: o GOMS aparece, no quadro, com o numero redondo de 1000 OObr.

Quando, na realidade, hoje, teria no máximo no máximo 700 membros.

Alguém duvida?

E 700 obreiros/33 lojas daria 21 OObr/Loja.

Atenção:- Num levantamento deste tipo, um obreiro seria aquele maçom ligado a sua loja a ponto de se manter em dia com suas obrigações, de acordo com as regras da Ordem. Não seriam os maçons adormecidos, embora sejam maçons, na acepção do termo.

Estados Brasileiros e suas posições

São Paulo – 1° lugar
Habitantes 44 396 484
Indiscutível 24,1% de todo o Brasil

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 23.005 712 41,3 32,3 0,518
GOB 23.302 771 41,8 30,2 0,525
COMAB 9.416 300 16,9 31,4 0,212
TOTAL 55.723 1783 100 31,3 1,255

As três maiores potências Nacionais mostra que seus índices de OObr/Loja deve se manter aproximados entre si, em condições normais. O GOB se apresenta com esse número de Obreiros por Loja sempre abaixo da CMSB. As duas potências estão empatadas em MT.
O GOB também fica atrás da COMAB, nesse aspecto, EM TODOS os principais estados Brasileiros. O que não se esperava.

Minas Gerais – 2º lugar –
pouco menos da metade dos paulistas
Habitantes 20 869 101
11,7% de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 10.384 316 38,6 32,9 0,498
GOB 10.000 347 37,2 28,8 0,479
COMAB 6.500 192 24,2 33,9 0,311
TOTAL 26.884 855 100 29,1 1,288

Atenção:- com 10.384 OObr vem logo após o estado do Maranhão.
Este último em tudo poderia ser comparado ao estado do Piauí que conta com 1350 OObr para 47 lojas

Rio Grande do Sul – 3º lugar
Habitantes 11 247 972
8,8 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 7.710 216 41,2 35,7 0,685
GOB 2.008 83 10,7 24,2 0,179
COMAB 9000 226 48,1 39,8 0,800
TOTAL 18.718 624 100 30,0 1,664

Rio de Janeiro – 4º lugar
habitantes 16 550 024
6,3 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 5.765 196 39,8 29,4 0,348
GOB 7.873 283 54,4 27,8 0,476
COMAB 837 50 5,8 16,7 0,051
TOTAL 14.475 529 100 27,4 0,875

O Grande Oriente do Brasil resplandeceu na cidade do Rio de Janeiro quando era ainda a Capital do Brasil

Maranhão – 5º lugar (?)
Habitantes 6 904 241
5,7 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 11.980 52 90,2 230 1,735
GOB 950 38 7,2 25 0,138
COMAB 348 7 2,6 49,7 0,050
TOTAL 13.278 97 100 136,9 1,923

Essa posição fora de qualquer dúvida é muito estranha.
A CMSB no Estado do Maranhão conta com apenas 52 Lojas, mas, registra 11980, ou seja, 230 OObr/Loja, o que redundaria num montante de quase 10 vezes a média brasileira de 27 membros por loja, surgindo como a Grande Campeã brasileira com, ainda mais de 90 por cento de todos os membros maçônicos de um mesmo estado. Por essa análise, o estado deveria apresentar somente 1500 OObr. E o total do Estado do Maranhão deveria ser baixado para 2798 OObr

Paraná – 6º lugar
Habitantes 11 163 018
5,3 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 5.122 127 41,3 40,3 0,459
GOB 3.400 162 27,4 20.9 0,305
COMAB 3.888 118 31,3 32,9 0,348
TOTAL 12.410 407 100 30,5 1,111

Santa Catarina – 7º lugar
habitantes 6 819 190
5,1 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 3.530 109 29,6 32,4 0,518
GOB 4.500 158 37,8 28,5 0,660
COMAB 3.879 118 32,6 32,6 0,569
TOTAL 11.909 385 100 30,9 1,746

Espírito Santo – 8º lugar
Habitantes 3 929 911
4,8 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 8.381 105 75,0 111,7 2,137
GOB 2.800 89 25,0 31,4 0,712
COMAB -0- -0-
TOTAL 11.181 194 100 57,6 2,849

Bahia – 9º lugar
Habitantes 15 203 934
4,4 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 7.000 170 69,1 41,2 0,460
GOB 2.905 105 28,6 27,6 0,191
COMAB 237 9 2,3 26,3 0,016
TOTAL 10142 284 100 35,7 0,667

Neste Estado indicam 7.000 OObr distribuídos por 170 lojas.
A melhor sugestão que faríamos é de 5.500 OObr.

Goiás – 10º lugar
habitantes 6 610 681
3,3 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 2.936 115 38,2 25,5 0,444
GOB 4.600 134 59,8 34,3 0,696
COMAB 150 7 2,0 21,4 0,023
TOTAL 7.686 256 100 30,0 1,163

Mato Grosso – 11º lugar
Habitantes 3 270 973
2,8 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 2.309 85 36,0 27,2 0,706
GOB 2.530 92 39,4 27,5 0,773
COMAB 1578 49 24,6 32,2 0,482
TOTAL 6.417 226 100 28,4 1,962

Mato Grosso do Sul – 12º lugar
Habitantes 2 651 235
2,3 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 2.590 63 48,0 41,1 0,977
GOB 1.811 77 33,5 23,5 0,683
COMAB 1.000 33 18,5 30,3 0,377
TOTAL 5.401 173 100 31,2 2,037

Ceará – 13º lugar
Habitantes 8 904 459
2,4 % de todo o país

Potência OObr Lojas % OObr
/Loja /mil Hab.
CMSB 4.822 150 88,6 32,1 0,542
GOB 365 24 6,7 15,2 0,041
COMAB 258 09 4,7 28,6 0,028
TOTAL 5.445 183 100 29,8 0,611

No Estado do Amazonas a Grande Loja do Amazonas surge com 4.697 OObr equiparando-se às do Estado Paraná e Rio de Janeiro e superior a do Estados de Santa Catarina. A Gr Loja do Amazonas possui apena 45 Lojas redundando em 104 membros por Loja enquanto a média de membros por Loja brasileira é de 27 OObr/loja

Conclusão

“Creio que podemos fazer alguma coisa imediatamente. Se nós não podemos realizar tudo ao mesmo tempo”. Conforme quis dizer Calvin Coolidge Assim deixo esse trabalho em andamento, de modo a ser atualizado, com constância e que seus dados sejam comparados frequentemente e analisados para o seu aperfeiçoamento. Com a participação do máximo de interessados. Sua evolução será incontestável, sem a menor duvida, por exemplo, poderíamos acrescentar a quantidade de habitantes por estado e criar o índice de maçons e lojas por habitante.

Medir é comparar duas grandezas da mesma espécie. Quantas grandezas consideradas unidade cabem naquela que se deseja determinar…

Se, por acaso, faltam Padrões que nos sirvam de referência, por que não os criar. O sistema métrico decimal é novidade. Antes deles tudo era medido por Pés, Braças, Palmos, Cuia que constam como complicados, mas que quebravam o galho. As avaliações de informações sempre foram úteis. Sim, devemos possuir Modelos a serem seguidos; Exemplos a serem copiados. Fica mais lógico tomada de decisão, de posições, traçar normas de desempenho; conhecendo a que corresponde e avaliar-se graus de intensidade, necessários em tudo que se empreende.

É natural que esse quadro surja com muitos dados indefinidos. Não acredito que haja má fé das instituições ou de seus responsáveis, com a geração de informações desatualizadas. Mas, falta que analise e comparações das ocorrências que podem surgir de fontes diversas.

CMSB – data de Fundação de cada Grande Loja (Wikpédia)

Grande Loja Fundação
Bahia 22.05.1927
Rio de Janeiro 22.06.1927
São Paulo 29.07.1927
Amazonas 24.07.1927
Minas Gerais 25.09.1927
Paraíba 27.07.1927
Pará 24.08.1927
Rio Grande do Sul 08.01.1928
Ceará 19.03.1928
Pernambuco 06/10/1932
Paraná 25/01/1941
 Piauí 13/11/1948
Goiás 09/06/1951
Santa Catarina 21/04/1956
Maranhão 27/03/1960
Alagoas 11/03/1961
Mato Grosso do Sul 24/11/1962
Distrito Federal 16/02/1963
Espírito Santo 08/11/1970
Acre 20/08/1973
Rio Grande do Norte 23/06/1974
Mato Grosso 07/10/1978
Roraima 20/08/1981
Sergipe 15/11/1983
Rondônia 10/04/1985
Amapá 20/08/1988
Tocantins 05/11/1989

COMAB Ordem de fundação ou criação dos Grandes Orientes independentes (Wikpédia)

Grandes Orientes
Rio Grande do Sul
Minas Gerais
Paraná
Santa Catarina
Rio Grande do Norte
Mato Grosso
Ceará
Pernambuco
Maranhão
Rio de Janeiro
Mato Grosso do Sul
Paraíba
Paulista
Alagoas
Piauí
Bahia
Amapaense
Goiás
Amazonense
Pará
Sergipe

 

 

O quadro a seguir serviu de base a nossa análise
foi-nos compartilhado através das redes de WhatsApp
em princípio de Julho 2017

maconsquadro

Brasil 
Habitantes por Estado da Federação

Estado Habitantes
São Paulo 44 396 484
Minas Gerais 20 869 101
Rio de Janeiro 16 550 024
Bahia 15 203 934
Rio Grande do Sul 11 247 972
Paraná 11 163 018
Pernambuco 9 345 173
Ceará 8 904 459
Pará Pará 8 175 113
Maranhão 6 904 241
Santa Catarina 6 819 190
Goiás 6 610 681
Paraíba 3 972 202
Amazonas 3 938 336
Espírito Santo 3 929 911
Rio Grande do Norte 3 442 175
Alagoas 3 340 932
Mato Grosso 3 270 973
Piauí 3 204 028
Distrito Federal 2 914 830
Mato Grosso do Sul 2 651 235
Sergipe 2 242 937
Rondônia 1 768 204
Tocantins 1 515 126
Acre 803 513
Amapá 766 679
Roraima 505 665
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *