SÁBIO, ROMÂNTICO E DESTEMIDO!

Pena que Antonio Frederico de Castro Alves, um de nossos vates mais celebrados, tenha vivido tão pouco! Apesar de sua breve existência ( nos deixou aos 24 anos), portava um conhecimento enorme e incomum sobre quase todas as coisas. Adentrar um poema de Castro Alves é percorrer caminhos da história, da geografia, dos livros sagrados, da cultura dos povos, de seus amores e paixões, do verdadeiro e do mitológico, sem contar, ainda, o carisma com que se revestiam esses escritos, sempre num português escorreito, num versejar forte, vigoroso, veraz, impertérrito e perfeito.

Comentários
Regina Gina
Regina Gina Que pena o que é bom dura pouco.

Gerenciar

 · 4 d

Aluisio Moraes
Aluisio Moraes Grandes escritores da literatura brasileira e internacional morreram por causa da tuberculose, visto que ela ainda não possuía cura na época.
Muitos deles ainda jovens, como Emily Brontë (autor de “O morro dos ventos uivantes”), com 30 anos, Castro Alves (o poeta dos escravos brasileiros) aos 24, Cruz e Sousa (“Broquéis e Missal”) aos 36 e Álvares de Azevedo (“Noite na Taverna”) com apenas 20.

Rui de Almeida
Rui de Almeida Li, há muitos anos, que Ruy Barbosa, Águia de Haia, sentia-se inferiorizado na presença de Castro Alves. Navio negreiro é um poema admirável!
Facebook Comments

1 thought on “SÁBIO, ROMÂNTICO E DESTEMIDO!

  1. 13:56
    Esse foi um dos maiores gênios dedicado a poesia na língua Portuguesa.
    Ocupa um patamar que poucos atingiram no mundo inteiro.
    Debrucei-me de corpo e alma sobre sua obra.
    Gravei de todo o coração em minha mente os principais poemas de Castro Alves pelo grande orgulho que senti por ele de toda a minha pátria.
    Inegavelmente um gênio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *